CONFIRA AGORA AS DIFERENÇAS ENTRE ABDOMINOPLASTIA E MINIABDOMINOPLASTIA QUE VOCÊ NÃO SABIA!

Tempo de leitura: 5 minutos

 

            Poucas mulheres sabem…

 

            Mas existe uma técnica cirúrgica alternativa à abdominoplastia. É a chamada MINIabdominoplastia.

            Na verdade, ela não é bem alternativa à abdominoplastia, pois tem indicações específicas.

            Ou seja, para embelezar e corrigir a região abdominal de algumas mulheres indicaremos a abdominoplastia e, para outras, a Miniabdominoplastia.

            Parece até um jogo de trava-línguas, não é? Rsss

            Então, Bóra lá para nosso Post de hoje   à E conheça a MINIABDOMINOPLASTIA!

      Quais são as indicações para realizar ABDOMINOPLASTIA ou MINIABDOMINOPLASTIA?

 

            Essas duas técnicas cirúrgicas tem como objetivo a retirada do excesso de pele e embelezamento da região abdominal.

            Podem ser realizadas por Homens ou Mulheres que, após grandes perdas de peso, efeito sanfona ou até cirurgia bariátrica passaram a se queixar de sobra de pele na região do abdômen.

            Mas, as indicações mais comuns mesmo, são para as Mamães!

            Durante a gestação, o estiramento de pele, abertura da musculatura abdominal e até o aparecimento de algumas estrias indesejadas podem fazer com que o abdômen volte muito diferente daquele de antes da gravidez.

            E eis aí uma das principais diferenças nas indicações da MINI e da ABDOMINOPLASTIA:

 

ABDOMINOPLASTIA:

            Durante a cirurgia, a pele que será retirada estará localizada desde a região acima do púbis (correspondente aproximadamente às cicatrizes de cesarianas) até a pele localizada acima do umbigo.

            Geralmente, quando a paciente se encontra na posição sentada, ela refere uma grande sobra de pele que forma um “avental”.

 

 

MINIABDOMINOPLASTIA:

            Já na Mini, as pacientes não apresentam essa quantidade de sobra de pele suficiente para realizar a abdominoplastia clássica. A pele que será retirada nessa técnica corresponde a um “fuso” localizado acima da região púbica, mas ainda longe do umbigo.

 

      Quais são as cicatrizes da ABDOMINOPLASTIA e da MINIABDOMINOPLASTIA?

 

            Quanto maior a quantidade de pele a ser tratada em cada cirurgia, maior precisará ser a cicatriz.

            Geralmente, a cicatriz deverá se estender até onde a pele faz uma dobra enquanto a paciente está sentada. Portanto, há pacientes que fazem abdominoplastia e necessitam de cicatrizes maiores que outras pacientes que realizam esse mesmo tipo de cirurgia.

            Mas, de qualquer forma, a cicatriz da MINIabdominoplastia sempre será menor que a da Abdominoplastia. Pois, a quantidade de pele que será tratada na MINI será menor.

            Ambas as cicatrizes dessas diferentes técnicas ficam localizadas na mesma altura. Elas correspondem à altura de cicatrizes de cesarianas comuns. A diferença será na extensão até onde elas precisarão ir no sentido das laterais.

        É possível fechar a musculatura na ABDOMINOPLASTIA e na MINIABDOMINOPLASTIA?

 

            Em ambas as técnicas, é possível a correção da chamada DIÁSTASE DA MUSCULATURA RETO-ABODMINAL.

            A Diástase é um afastamento presente entre as bordas da musculatura localizada na porção central do abdômen. É mais comum após as gestações; a musculatura se abre para acomodar o crescimento do bebê e, muitas vezes, não retorna à posição normal mesmo após o nascimento da criança.

            E o resultado disso? Um abdômen sempre abaulado (como se ainda estivesse gestante de uns 4 a 5 meses), estufado e com o desaparecimento da cinturinha que existia antes da gravidez.

            Durante a cirurgia, a aproximação dessas bordas musculares poderá ser realizada através de fios cirúrgicos específicos. Chamamos esse processo de Plicatura da Musculatura Reto-Abdominal.

 

    Quais são os umbigos da ABDOMINOPLASTIA e da MINIABDOMINOPLASTIA?

 

            Esse é um tópico bem interessante que tenho certeza que poucas de vocês sabem! Para que consigam entender, vou explicar um pouco da técnica de cada uma:

 

            ABDOMINOPLASTIA:

            Após a incisão na região suprapúbica, o cirurgião irá descolar a pele até o umbigo. Chegando nesse ponto, uma pequena incisão será necessária ao redor do umbigo. Então, ele permanecerá preso à musculatura enquanto toda a pele que estava acima dele é descolada e tracionada para baixo.

            Após o reposicionamento dessa “nova” pele na região do púbis, uma pequena abertura é necessária na pele para que o umbigo volte a “aparecer”.

            Portanto, será necessária uma cicatriz bem discreta localizada ao redor do umbigo.

            MINIABDOMINOPLASTIA:

            Aqui, o objetivo não é retirar a pele desde acima do umbigo. Então, após a incisão na região suprapúbica, o cirurgião irá descolar a pele até o umbigo. Mas, diferentemente da técnica anterior, o umbigo será descolado desde sua “raiz” na musculatura. Portanto, a pele e o umbigo são descolados para que o cirurgião tenha acesso à musculatura e possa corrigir a diástase abdominal.

            Posteriormente, a “raiz” do umbigo é fixada novamente à musculatura não gerando cicatrizes visíveis externamente.

      É preciso usar drenos para a ABDOMINOPLASTIA e MINIABDOMINOPLASTIA?

            SIM!

            Rotineiramente, utilizamos drenos de sucção em todos os casos de abdominoplastia ou de miniabdominoplastia.

            Eles são necessários para “sugar” o excesso de líquido que se acumula na região nos primeiros dias.

            ELE NÃO DOI, viu!?

            Será retirado de modo totalmente indolor no consultório após um período de 4 a 7 dias após a cirurgia.

            Ele possui dois “caninhos” que saem da pele pela região acima do púbis. Após sua retirada, esses “furinhos” que permanecerem se fecharão sozinhos.

       Como é o pós-operatório da ABDOMINOPLASTIA e da MINIABDOMINOPLASTIA?

 

            Devido á semelhança entre essas duas cirurgias, os cuidados de pós-operatórios são praticamente os mesmos.

            E devem ser seguidos à risca, hein!

 http://blogdaplastica.com.br/todos-os-cuidados-apos-realizacao-da-abdominoplastia-que-ninguem-te-conta/

            São os seguintes:

 

PRIMEIROS 7 DIAS:

  • Não dirigir;

  • Andar levemente encurvada;

  •      
  • Pode dormir de “barriga para cima” ou de lado, em posição fetal. Não pode dormir de bruços;

  • Não levantar pesos;

  • Não realizar atividades físicas.

 

PRIMEIROS 14 DIAS:

  • Liberamos a direção de veículos após 14 dias;

  • Progressivamente, passar a andar em posição mais ereta, praticamente normal;

  • Manter cuidados com o umbigo no caso da abdominoplastia;

  • Liberamos caminhadas e bicicleta ergométrica após 14 dias.

APÓS 30 DIAS:

  • Iniciar progressivamente atividades físicas de maiores esforços como musculação e corrida;

APÓS 90 DIAS:

  • Apenas após 3 meses liberaremos atividades abdominais mais intensas como a musculação de abdômen.

 

                                                                                                 Até a próxima!

                                                                                                                    Beijos!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *