O UMBIGO DA ABDOMINOPLASTIA TE ASSUTA? ENTÃO, VOCÉ NÃO PODE DEIXAR DE LER ESSE POST!

Tempo de leitura: 5 minutos

 

         Tenho certeza que muitas de vocês ficam de olho na barriguinha das outras mulheres na praia!

 

           Alguns abdômens chamam nossa atenção por sua beleza! Barriga zerada e até com alguns musculinhos abdominais aparecendo.

 

             Mas, outras, retas demais em mulheres que já são mães nos deixam com algumas dúvidas “Será abdominoplastia?”

 

            E, para respondermos nossa perguntas, o que fazemos? Olhamos diretamente para o UMBIGO!

 

         Se eles forem grandes demais, pequenos demais ou com aqueles “raios solares” de cicatrizes de pontos ao redor, já respondemos nossa questão:

         “SIM! É ABDOMINOPLASTIA!”.

 

 

            Infelizmente, é verdade que o umbigo pode entregar a cirurgia.
 
         E, por isso, atualmente muitos cirurgiões plásticos estão redobrando seus caprichos nessa região para que fiquem a mais natural e bela possível!
 
             Então, venha conferir nosso assunto de hoje!
 

O UMBIGO DA ABDOMINOPLASTIA!

 

 

 

 

É feito um novo umbigo na abdominoplastia?

 

           E a resposta é NÃO!

 

        O umbigo continua sendo o seu mesmo. Vou explicar um pouco mais sobre essa parte da cirurgia para que consiga entender melhor.

 

        Começamos a cirurgia de abdominoplastia pela incisão na pele na região acima do púbis, onde ficará a posterior cicatriz.

        Depois, descolamos a pele do tecido muscular e avançamos até chegar na região do umbigo.

 

         Nesse momento, precisamos fazer um corte ao redor do umbigo, para que consigamos continuar nosso descolamento de pele até mais alto, próximo da região do tórax. O “fundo” do umbigo continua preso em sua mesma posição na musculatura abdominal.

 

       Depois que terminamos de descolar toda a pele, a tracionamos até a região da cicatriz e retiramos o excesso. Nesse momento, aquele “furinho” que era do umbigo estava na pele “vai embora” junto com o excesso de pele retirado.

 

        E, então, é necessário realizarmos uma “janelinha” na nova pele abdominal para que o umbigo volte a aparecer.

 

         E ESSE É QUE É O PONTO!!!!

 

     Devemos tomar diversos cuidados para que o umbigo fique o mais discreto possível.

 

     Há inúmeros tipos de formatos geométricos que podemos fazer e que depende de cada cirurgião.

 

     Depende também dos gostos da paciente. Elas podem dizer que gostam de umbigos mais redondos ou mais em fenda e poderemos alterar nossa técnica para atender aos seus pedidos.

 

 

Quais cuidados podem ser tomados para que o umbigo da abdominoplastia fique mais bonito?


        É possível sim utilizarmos de técnicas cirúrgicas para capricharmos bastante nesse momento da cirurgia e deixar o resultado bem natural.

 

 

        Natural a ponto de nem na praia alguém conseguir dizer que você já fez a abdominoplastia. Mesmo que esteja com abdômen trincado e 5 filhos!!!(rss)

 

         Aquele “fundo” de umbigo geralmente possui uma coloração mais escura que o restante da pele. Quando realizamos a plástica de abdômen, ele poderá ficar mais aparente e a alteração de cor ser visível, entregando nossa cirurgia.

 

        Por isso, esse “fundinho” deve ser pequeno para que fique bem escondido e poderá até ser fixado à musculatura para que fique mais profundo. Ele servirá apenas para “puxar” a pele do novo abdômen até a ele.

 

        Assim, poderemos também ocultar bem as cicatrizes que ficarão difíceis de serem encontradas.

 

 

 

O que são aquelas marcas ao redor do umbigo de abdominoplastia que parecem um “raio de sol”?

 

Quando fazemos aquela “janelinha” na nova pele abdominal para que o umbigo “volte a aparecer”, devemos fixar o fundo do umbigo que estava preso à musculatura à essa nova pele.

 

Então, fazemos isso com pontos que deverão ser retirados em aproximadamente 14 dias.

 

E ESSE É UM OUTRO PONTO MUITO IMPORTANTE!

 

          Cuidados devem ser redobramos nesse momento para que esses pontos não virem cicatrizes visíveis no pós-operatório resultando naqueles “RAIOS DE SOL”!

 

        O objetivo é deixar essas marquinhas as mais discretas possíveis e escondidas bem dentro do umbigo, a ponto que a própria paciente tenha dificuldades em encontrá-los.

 

 

                   E isso sim é possível!

 

 

 

O umbigo da abdominoplastia é o mesmo que o da miniabdominoplastia?

 

E a resposta é NÃO.

 

        Apesar de terem nomes semelhantes, as indicações e técnicas da abdominoplastia e miniabdominoplastia são bem diferentes.

 

         ABDOMINOPLASTIA: É retirada uma quantidade de pele localizada entre o umbigo e o púbis, ou até mais dependendo de cada caso. Devido à essa quantidade de pele retirada, precisaremos fazer um “novo umbigo”.

 

 

         MINIABDOMINOPLASTIA: Nesse caso, as pacientes não possuem uma quantidade de pele a ser retirada suficiente para fazer a abdominoplastia. Então, apenas uma quantidade localizada acima do púbis será retirada.

 

                  Precisaremos também deslocar a pele até próximo ao tórax para podermos ter acesso ao fechamento da musculatura. Mas, nesse caso, faremos um corte no fundo do umbigo, o soltando da musculatura e o deixando preso à pele que foi descolada.

 

                  A pele será reposicionada e o “fundo do umbigo” será costurado novamente à musculatura. Por isso, não haverá cicatriz visível por fora, na pele do abdômen.

 

 

 

 

 

 

         O objetivo desse post foi tranquilizá-las quanto à cirurgia e orientá-las de que é sim possível deixar o resultado de uma abdominoplastia muito bonito e, ao mesmo tempo, natural!

       Lembramos também de que o resultado da cirurgia depende também da paciente. Os cuidados que tomará posteriormente à cirurgia e todas as recomendações passadas no consultório também são importantíssimas para um excelente resultado!

 

 

                  Espero que tenham gostado!

 

 

                                         Até nosso próximo POST!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *