SOBRAS DE PELE NAS PÁLPEBRAS? CONFIRA TUDO SOBRE ESSA CIRURGIA!

Tempo de leitura: 7 minutos

      Os olhos são o espelho da alma!!!

 

 

            Bom… O que posso afirmar é que realmente eles nos expressam. Expressam nossos sentimentos, nossos humores, nossas personalidades e… Podem dizer muito sobre nossa beleza!

            E a beleza de nossos olhos não estão exatamente neles. Claro que, dependendo da cultura e das partes do mundo, os olhos verdes ou azuis podem ou não ser mais valorizados que os castanhos mais claros ou escuros.

 

            Mas, o que realmente mostra sua beleza são as pálpebras!!
            São as peles mais finas e sensíveis de nosso corpo e que podem envelhecer um pouco mais rápido que o restante de nosso corpo. Elas tem uma função importantíssima de manter nossos olhos fechados, protegidos e lubrificados; impedindo ferimentos ou formação de feridas.
            E então… Bóra lá desvendar todos os mistérios por trás de um olhar perfeito!

 

 

 

  1. COMO SÃO DEFINIDAS AS PÁLPEBRAS PERFEITAS?

      Nosso olhar engloba toda a região ao redor de nossos olhos, desde as sobrancelhas até as pálpebras inferiores.

     Então, vamos conhecer um pouco mais sobre a anatomia de um olhar perfeito:

 

  • Sobrancelhas: Devem estar localizadas cerca de 1cm acima da borda superior da órbita (osso ao redor dos olhos) nas mulheres e exatamente sobre o limite superior da órbita nos homens.

Nos homens, elas tendem a um formato mais retilíneo; enquanto nas mulheres eles podem ser mais arqueadas denotando mais feminilidade e beleza.

 

  • Pálpebras superiores: Uma leve dobra ao abrirmos os olhos é aceita e normal. Essa “sobra” de pele deve existir para que possamos fechar os olhos. E é com os olhos fechados que devemos analisar se há ou não excessos de pele.

Outro aspecto importantíssimo das pálpebras superiores no conjunto da beleza ocular são que elas devem cobrir ate no máximo 2mm da íris (parte colorida de nossos olhos). Pálpebras abaixo desse limite são consideradas ptóticas (caídas) e podem influenciar negativamente em nosso campo visual.

  • Pálpebras inferiores: Cuidado para não confundir uma pele com qualidade ruim (são aquelas com aspecto “craquelado” e “quebradiço”) com excesso de pele. Também não confunda depressões fundas (que causam as temidas “olheiras”) com presença de bolsas de gordura. A presença de sobra de pele na região deve ser analisada com os olhos fechados e a boca aberta (sim!); isso tudo pois uma leve “sobra” de pele na região também é importantíssima para que essas expressões faciais possam existir e manter os olhos fechados e protegidos .

 

As pálpebras inferiores também tem um limite em relação á íris (parte colorida dos olhos); elas devem estar quase “tocando” a parte inferior da íris. Se houver um espaço entre a íris e a pálpebra inferior maior que 1mm, ha um excesso de exposição da esclera (parte branca dos olhos) o que pode causar olhos secos e irritações oculares.

 

  • Cantos dos olhos: São as comissuras que ligam as pálpebras superiores às inferiores. Esses cantos são muito importantes para a harmonização e beleza ocular. Os cantos laterais devem estar cerca de 1mm acima dos cantos mediais, como se nossos olhos estivesse dando um leve “sorriso” e formando um olhar mais atrativo.

 

 

                       Viram só? Há muito por trás de um belo olhar!

 

 

  1. COMO CORRIGIR O EXCESSO DE PELE ABAIXO DAS SOBRANCELHAS?

 

      Deixo aqui esse tópico pois ouço muito no consultório!

        Meninas jovens me procuram para dizer que precisam de plástica nas pálpebras pois há um excesso delas abaixo das sobrancelhas. Elas puxam a pele da região e me dizem “Viu só?”.

       E eu simplesmente reposiciono suas sobrancelha com os dedos para a posição em que ela deveria estar e digo “E agora? Me mostre novamente qual era o excesso de pele a que você se referia?”. Olha só! Ele sumiu!!rss

        Sim, esse é um “falso” sinal de sobra de pele. Na verdade, era a sobrancelha que com os anos (não precisam ser muitos, isso pode se iniciar entre os 25 e 30 anos de idade) foi caindo e se posicionando mais abaixo dando um sensação de sobra de pele abaixo dela.

           E a solução é bem mais simples que uma blefaroplastia ou cirurgia plástica das pálpebras! A Solução se dá através de nossa tão amada Toxina Botulínica. Sim, ela não serve apenas para eliminar as rugas na testa, mas também para reposicionar e modelar o formato de nossas sobrancelhas!

 

 

  1. COMO CORRIGIR O EXCESSO DE PELE NAS PÁLPEBRAS SUPERIORES?

         Tenho certeza de que todas vocês conhecem muito bem aquela grande sobra de pele nas pálpebras superiores nos olhos de pessoas de mais idade.

         Em muitos casos, elas chegam a formar verdadeiras dobras, cobrindo até a região dos cílios das pálpebras superiores.

                        Esses são casos extremos de dermatocalázios que requerem correção pois, além de pesar nos olhos, podem chegar a prejudicar o campo visual.

                        Mas também temos aqueles casos de pessoas a partir dos 35 ou 40, que queixam-se dessa pele excessiva localizada logo acima dos cílios.

                        A cirurgia para esses casos é a blefaroplastia superior, cirurgia plástica responsável pela retirada desse excesso de pele.

                        Ela pode ser realizada sob anestesia local com sedação (a paciente permanece dormindo tranquilamente enquanto todo o procedimento é realizado) e a alta geralmente é dada no final do dia.

                        A cicatriz resultante fica localizada exatamente na dobra de pele da pálpebra superior que fazemos enquanto nossos olhos estão abertos; assim, ela praticamente ficará escondida.

                        A excelente notícia é que a pele da pálpebra é a que tem a melhor cicatrização de todo nosso corpo. A cicatriz resultante poderá ficar um pouco mais evidente no primeiro mês, mas poderá até mesmo desaparecer após os 3 primeiros meses.

 

  1. COMO CORRIGIR O EXCESSO DE PELE NAS PÁLPEBRAS INFERIORES?

 

    Nesse ponto, precisamos identificar alguns fatores importantes:

  • Qualidade da pele da pálpebra inferior

  • Excesso de pele na pálpebra inferior

  • Ambos

           Há quem procura a cirurgia por apresentar uma pele extremamente fina, rugosa e quebradiça. Mas, mesmo após a cirurgia, essa característica poderá se manter pois ela está classificada como má qualidade da pele; e não exatamente o excesso dela.
                        Poderemos melhorar a qualidade da pele através de peelings ou estimuladores de colágeno; além da Toxina Botulínica que, paralisando a musculatura, evitará que a musculatura continuem “quebrando” a pele.

                        Mas, para o excesso de tecido cutâneo, a solução realmente será a blefaroplastia.

                        A cicatriz nas pálpebras inferiores fica localizada bem rente aos cílios, bem imperceptível mesmo nas primeiras semanas após a cirurgia.

 

  1. COMO CORRIGIR AS BOLSAS DE GORDURA?

 

       Temos 2 grandes bolsas de gordura nas pálpebras superiores (localizadas bem próximas ao nariz) e 3 nas inferiores. E elas sempre existiram, mesmo quando ainda éramos bem jovens.

                        Acontece que quando envelhecemos, os tecidos que recobriam essas bolsas que eram mais fortes, tornam-se cada vez mais fracos. Assim, além de as bolsas irem aumentando com o passar dos anos, elas se tornam mais superficiais.

            E, para a correção dessas bolsas, a melhor solução é a BLEFAROPLASTIA.

            Através dela, é possível tanto a retirada do excesso de pele, quanto a eliminação dessas incômodas gordorinhas.

            Quando realizamos a cirurgia com a finalidade de retirar os excessos de pele e das bolsas de gordura tanto das pálpebras superiores quanto das inferiores, chamamos a cirurgia de BLEFAROPLASTIA COMPLETA.

BLEFAROPLASTIA

 

  1. COMO CORRIGIR OS CANTOS PALPEBRAIS?

 

Pois é, até os olhos devem SORRIR!

            Sim, os cantos (comissuras laterais e mediais que unem as pálpebras superiores às inferiores) laterais devem estar cerca de 1cm acima dos mediais para uma harmonização perfeita do olhar.
            Mas há pessoas que os possuem um pouco abaixo dessa localização, dando à pessoa um olhar melancólico e tristonho.

            O tratamento para elevação dos cantos laterais é realizado através de uma técnica cirúrgica chamada CANTOPEXIA.

            Através de fios cirúrgicos específicos, os cantos laterais são elevados e fixados nas bordas da órbita.

            Esse procedimento pode ser realizado durante a Blefaroplastia ou em outro momento.

                                          Abraços e até a próxima!!

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *