TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE A OTOPLASTIA: A CIRURGIA PLÁSTICA QUE CORRIGE A ORELHA DE ABANO

Tempo de leitura: 7 minutos

            E eis que chegamos na Era “Anti-bullying”! Ainda bem! Mas na nossa infância não foi bem assim…

            E os coitadinhos com as orelhas mais “abanadas” sofriam muito com diversos apelidos maldosos que as outras crianças com orelhas “normais” os aplicavam. Meus pacientes falam de cada apelido…

            Principalmente para os meninos, pois as meninas tem a vantagem de poder andar com os cabelos soltos e esconder as orelhinhas. E o que elas mais querem? Usar o cabelo em rabo de cavalo!

            Mas, mesmo com as campanhas para redução e extermínio dos Bullyings de nossa realizadade, as orelhas de abano ainda podem causar grandes incômodos. É o incômodo que o próprio paciente tem em relação a si mesmo.

            As orelhas, geralmente são as primeiras queixas estéticas dos pacientes. Por isso, é mais realizada em crianças e adolescentes. Mas essa queixa pode estar presente também em adultos e até idosos.

 

            Vamos conhecer um pouquinho mais das orelhas antes de irmos ao nosso tema:
  • Basicamente, a orelha é dividida em 2 porções: a cartilaginosa e a cutânea (pele).
  • Aos 7 anos de idade, a orelha já terá cumprido 95% de seu desenvolvimento e praticamente não crescerá mais. A partir dessa idade, poderemos indicar a otoplastia.
  • Mas e os mais idosos? Porque costumamos dizer que as orelhas nunca param de crescer? Na verdade, é a porção cutânea, chamada lóbulo, que progressivamente se torna mais fina e longa, dando a impressão de orelhas grandes.

 

 

 

            Para que uma orelha seja considerada de abano, deveremos considerar 2 fatores:

 

  • Aumento do ângulo cefalo-conchal: é o aumento da distância, e especificamento do ângulo (acima de 90•) entre o crânio e a orelha. Isso ocorre quando a cartilagem conchal, localizada atrás das orelhas, encontra-se muito hipertrofiada.

 

 

 

 

  • Pouca formação da anti-hélice: Nossas orelhas precisam ter“desenhos”de cartilagem na porção da hélice. Quando esses desenhos não existem ou estão apagados, ocorre um aumento da angulação da porção cartilaginosa da orelha.

 

 

 

 

 

 

COMO A OTOPLASTIA É REALIZADA?

 

            A Otoplastia é considerada uma cirurgia plástica de pequeno porte e sua duração total poderá variar de 40 a 90 minutos.

 

            Pode ser realizada de 2 formas:
  • Hospital: Sob anestesia local com sedação. O paciente permanece internado no Hospital durante aproximadamente 6 a 8 horas. É realizada uma sedação, medicação realizada intravenosa para que o paciente permanece dormindo calma e tranquilamente enquanto todo o procedimento é realizado. Para que não sinta nenhum incômodo doloroso, uma solução anestésica é infiltrada na região das orelhas e permanecerá agindo mesmo após algumas horas após o término da cirurgia. Ao acordar, permanecerá no hospital até estar bem acordado e se alimentar. É a melhor opção para crianças ou pacientes que desejam dormir durante a cirurgia.
  • Clínica: Recomendado apenas para pessoas com mais de 15 anos. Nesse caso, a anestesia será apenas a local e o paciente permanecerá acordado durante todo o procedimento, que é realizado de modo muito tranquilo. Sentirá apenas as primeiras infiltrações anestésicas e, logo posteriormente, toda a região já estará adormecida. Receberá alta logo após o término do procedimento.
            Prescreveremos medicações que serão tomadas de forma profilática, isso é, antes que qualquer incômodo possa ser sentido. Essa cirurgia não é considerada dolorosa.

 

 

 

 

QUAIS SÃO AS CICATRIZES DA OTOPLASTIA?

 

            O paciente ou qualquer outra pessoa dificilmente as visualizará, pois estarão bem escondidas. É uma “linha” de cicatriz localizada bem atrás de cada orelha.
            Costumamos utilizar fios absorvíveis para essa sutura, isso é, fios que serão totalmente degradados pelo organismo e não precisarão ser retirados.
            Orientamos uso de pomadas específicas nos locais da cicatriz para que ela fique o mais discreta possível.

 

 

 

 

O QUE É REALIZADO DURANTE A OTOPLASTIA?

 

            Irá depender de cada caso mas, como disse anteriormente, há basicamente 2 formas de se ter uma orelha de abano que são:

 

  • Aumento do ângulo céfalo-conchal: é o aumento da distância, e especificamento do ângulo (acima de 90•) entre o crânio e a orelha. Isso ocorre quando a cartilagem conchal, localizada atrás das orelhas, encontra-se muito hipertrofiada.

  • Pouca formação da anti-hélice: Nossas orelhas precisam ter “desenhos” de cartilagem na porção da hélice. Quando esses desenhos não existem ou estão apagados, ocorre um aumento da angulação da porção cartilaginosa da orelha.

 

            Portanto, analisaremos cada caso para construirmos um conjunto de medidas a ser realizada durante a otoplastia.
            Para a redução do ângulo céfalo-conchal, poderá ser necessária uma pequena ressecção do excedente de cartilagem conchal, aquela localizada logo atrás das orelhas. Também, pode ser realizado um ponto de fixação com fio inabsorvível (permanente) para reduzir essa angulação do local.
            Já nos casos de pouca formação da anti-hélice, precisaremos remodelar a porção cartilaginosa das orelhas para que as curvas normais apareçam. Dessa forma, não só o abano será corrigido como também a orelha poderá diminuir de dimensão.

 

 

 

QUAIS CUIDADOS PRECISO TOMAR APÓS A OTOPLASTIA?

 

São cuidados específicos para que não haja complicações e a cicatrização ocorra da melhor maneira possível. São elas:

 

  • Não dormir de lado nem de bruços durante 30 dias: para não “esmagar” as orelhas durante esse período de cicatrização. Na verdade, nem você se sentirá a vontade para dormir nessa posição. Precisará dormir mesmo de barriga para cima. Mas calma! Há técnica para isso e você até poderá se acostumar (e prevenir algumas rugas causadas pelas marcas do travesseiro na face…).

 

  • Usar faixa por 15 dias: Ela é semelhante a uma faixa de tenista ou de bailarina. O paciente poderáretornar às suas atividades de estudos ou trabalho após 5 dias, se conseguir realizar o uso dessa faixa. Para as mulheres, geralmente não há problema algum. Mas, para os meninos… Eles não gostam nem um pouco dessa idéia e muitos não querem confessar a ninguém que realizaram essa cirurgia. Nesse caso, precisaremos nos programar para realizar a cirurgia nas férias.

 

 

  • Não realizar atividades físicas durante 7 dias: 7 dias para as atividades físicas comuns como bicicleta, corrida, musculação… Mas para vôlei, luta e natação, nas quais poderá haver algum trauma na região das orelhas, recomendamos afastamento durante 30 dias. Tudo para garantir que o resultado proporcionado se mantenha.

 

 

 

A ORELHA DE ABANO PODE VOLTAR APÓS A OTOPLASTIA?

 

            É raro, mas a literatura médica da cirurgia plástica diz que até 5% dos casos de orelhas corrigidas com a otoplastia poderão recidivar.
            Mas, quando essa recidiva ocorre, geralmente é parcial e nada comparável às orelhinhas abanadas de antes. Na maioria dos casos, pequenos reparos poderão ser realizados na própria clínica sem incômodos e sem necessidade de afastamentos dos trabalhos ou estudos.

 

 

            Estão vendo só como é bem mais simples do que imaginaram?

            Ah, importante dizer também que os resultados são bem naturais e não deixam nenhuma cicatriz evidente. Portanto, ninguém precisará nunca saber que você já realizou uma cirurgia plástica.

           Gostaram?   Então até a próxima!

 

 

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *